Dieta cetogênica: o que é, como fazer e quais os alimentos utilizados

Dieta Cetogênica - Alimentos


Autora: Dra. Luciana Spina
Médica endocrinologista



Dieta cetogênica é uma estratégia que visa a diminuição de peso e controle dos fatores de risco para doenças.   

A base da dieta segue algumas recomendações específicas, fazendo com que a pessoa obtenha mais calorias de gorduras e proteínas e menos de carboidratos que são fáceis de digerir, como açúcar refinado, refrigerantes, doces, pães e farinha branca, por exemplo. 

O que é a dieta cetogênica? 

É uma dieta hipocalórica que propõe a redução do consumo de carboidratos e prioriza em uma dieta rica em alimentos que possuem gordura boa e consumo moderado de proteínas, sempre de olho na quantidade de caloria total.   

Seu principal objetivo é emagrecimento, fazendo com que o organismo humano utilize a própria gordura para gerar a energia necessária. 

 

Clique aqui para agendamento de exames e consultas



Dieta cetogênica: como funciona? 

O funcionamento dessa dieta consiste no consumo elevado de gorduras e baixo em carboidratos. Utilizando essa estratégia alimentar, o corpo prioriza os sistemas metabólicos para uso da gordura corporal como combustível de energia.  

Essa gordura queimada atua como corpos cetônicos, que se tornam combustível de alta octanagem para tecidos do corpo e cérebro.   

Dentre vantagens sugeridas, após o período de adaptação, há um ganho metabólico pela utilização de energia de forma mais eficiente, o que pode contribuir para a redução do apetite. 

Dieta cetogênica: alimentos consumidos 

A dieta cetogênica é realizada com base em uma alimentação forte, ou seja, no consumo de alimentos reais, nutritivos e não processados, refinados ou modificados.   

Não significa que essa dieta seja definida pela ausência total de carboidratos, mas pela ingestão baixa deles.   

No geral, recomenda-se o consumo de: 

  • Carboidratos: 20 a 50 gramas por dia. 

  • Proteínas: 18% a 23% das calorias ingeridas. 

  • Gorduras boas: priorizar alimentos como carnes, peixes, frutos do mar, ovos e outros tipos de gorduras naturais. 

Dieta cetogênica emagrece? 

Com o baixo consumo de carboidratos tendemos a necessitar menos da insulina, que é o hormônio que regula a quantidade de açúcar no sangue e que tem propriedades orexígenas (aumentam apetite) e lipogênicas (aumentam a quantidade de depósitos de gorduras no corpo) 

Então, com a manutenção da dieta, ocorre redução dos níveis de insulina, queima de gordura mais eficiente, consequentemente, emagrecimento.  

Vale lembrar que o emagrecimento depende de um balanço energético negativo. Mais gasto de energia e menor consumo. As gorduras e proteínas são mais calóricas e, portanto, o controle da quantidade e aumento de gasto calórico, com exercício físico, são imprescindíveis para o emagrecimento e manutenção do mesmo. 

Dieta cetogênica: quais cuidados devem ser adotados junto à dieta? 

É importante se consultar com um profissional para ver se essa é uma estratégia alimentar adequada para você e se não trará problemas de saúde. Além disso, a dieta pode piorar quadros de compulsão alimentar e outros transtornos alimentares, como a bulimia, e contribuir para o aumento dos níveis de colesterol, caso as quantidades ingeridas sejam superiores as necessidades diárias. 

Normalmente essa dieta não causa efeitos colaterais graves. Os mais comuns são: constipação, baixo nível de açúcar no sangue, indigestão, dor de cabeça, fraqueza, irritabilidade e fadiga. Do mesmo modo, apenas deve ser realizada quando alinhada com o médico especialista.  

Outro fator importante é manter os exames de check-up em dia para avaliar a saúde como um todo, assim como o nível de vitamina B12, que é essencial para o nosso corpo. Você pode marcar seus exames no Alta Diagnósticos através da plataforma de agendamento online e contar com qualidade, tecnologia de ponta e segurança em todos os seus procedimentos.  

Clique aqui para agendamento de exames e consultas