Vacina da gripe: como funciona, doses e campanha de vacinação 2021

Vacina da gripe: como funciona, doses e campanha 2021

Durante as constantes mudanças climáticas ao longo do ano, é muito difícil que uma pessoa não fique gripada ou resfriada. Junto com o aumento das infecções, intensifica-se a busca por remédio para gripe para aliviar os sintomas causados.

Você sabia que a forma mais segura e eficaz de prevenir a doença é mantendo os cuidados de higiene, cuidando da imunidade e tomando a vacina da gripe? Entenda mais sobre:

O que é e como pegamos gripe?

A gripe é uma doença viral causada pelo vírus Influenza, que é transmitido por gotículas de saliva que podem estar suspensas no ar ou depositadas sobre superfícies.

É uma doença respiratória de sintomas leves, moderados ou graves, que podem evoluir para pneumonia e levar a óbito se não tratada corretamente. 

Quem deve tomar a vacina da gripe?

A vacina da gripe é indicada para todas as faixas etárias, pois apesar de existir um grupo de maior risco, quanto maior a cobertura vacinal menor a propagação da doença. A imunização é contraindicada para crianças abaixo dos 6 meses de vida.

Os grupos de risco da gripe são crianças, idosos, gestantes, pacientes portadores de doenças crônicas e imunodeprimidos.

Quais são as vacinas contra a gripe?

As vacinas contra a gripe são vacinas inativadas, ou seja, de vírus morto, e por isso não são capazes de causar a doença.

Sua formulação contém proteínas de diferentes cepas do vírus Influenza definidas ano a ano conforme orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que realiza a vigilância nos hemisférios Norte e Sul.

As duas vacinas disponíveis são:

  • Vacina trivalente: composta por duas cepas de vírus A e uma cepa de vírus B. Está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) para os grupos considerados de risco e nos serviços privados.

  • Vacina quadrivalente: composta por duas cepas de vírus A e duas cepas de vírus B. Está disponível nos serviços privados de vacinação. 

Como a vacina funciona?

A vacina apresenta as proteínas da cápsula do vírus para nosso sistema imunológico, que reage e produz anticorpos contra as cepas do vírus. Assim, já tendo anticorpos contra essas cepas do vírus influenza, em caso de contato com o vírus, o organismo é capaz de conter a infecção impedindo o vírus de se replicar ou reduzindo a sua replicação, o que acarretará na diminuição da gravidade da infecção.

Doses

Para crianças a partir de 6 meses, na primeira aplicação da vacina são necessárias duas doses com intervalo de 1 mês entre elas.

Para todas as demais pessoas a vacina deve ser aplicada em dose única de repetição anual.

Campanha da gripe 2021

A campanha da gripe 2021 deve ser iniciada no mês de março. É importante reforçar que a vacina seja aplicada o quanto antes, pois como a proteção demora entre 4 a 6 semanas para ser efetiva. 

O período de maior circulação do vírus na população é de maio a setembro (outono-inverno).

Onde tomar a vacina?

Para os grupos de risco (crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, gestantes e puérperas, adultos a partir de 55 anos, profissionais da saúde, professores e profissionais de escolas públicas e privadas, população indígena, pessoas com doenças crônicas) a vacinação está disponível na rede pública de vacinação.

Nos serviços privados de vacinação, as vacinas trivalente e quadrivalente estão disponíveis para pessoas a partir de 6 meses, sem restrições de idade.

Contraindicações

Não existem contra indicações formais, apenas pessoas que apresentam reações alérgicas aos componentes da vacina ou a dose anterior. 

Por que tomar a vacina da gripe?

Além da proteção pessoal, reduzindo o risco de contrair a doença ou de evoluir para complicações, há o benefício comunitário. Quanto mais pessoas vacinadas, menor a circulação do vírus na sociedade, reduzindo ainda mais os riscos para as pessoas de grupos mais suscetíveis.

A vacina pode dar reação?

De 15% a 20% dos vacinados, relatam sentir dor, vermelhidão e endurecimento no local da aplicação. São reações leves que desaparecem em até 48 horas.

Manifestações sistêmicas como febre, mal-estar e dor muscular também são benignas e breves. Têm início de seis a 12 horas após a vacinação e persistem por um a dois dias, sendo mais comuns na primeira vez em que tomam a vacina. Como a vacina é composta por vírus morto, essas reações advém da resposta imune do corpo e não são causadas pelo vírus vacinal.

Reações alérgicas são raríssimas.

Posso tomar a vacina estando gripado?

Sim, entretanto há o risco de sobreposição de sintomas. Por isso, recomendamos que aguarde a melhora da gripe/resfriado para a aplicação da vacina.

Categoria
Saúde