Câncer de pele: quais os tipos existentes, sintomas e diagnóstico para a doença

Câncer de pele: quais os tipos existentes, sintomas e diagnóstico para a doença


Dra. Karina Sacardo

Câncer de pele é o crescimento desordenado de células anormais na derme ou epiderme, as camadas da pele. A origem dos tumores se dá a partir de mutações que fazem com que as células da pele se multipliquem rapida e desordenadamente. O câncer de pele ( todos os tipos) é o mais frequente no Brasil e, em mulheres, o câncer de mama fica em segundo lugar.   

Existem três principais tipos de câncer de pele: Carcinoma basocelular (CBC), Carcinoma espinocelular (CEC) e Melanoma. 

O que é o câncer de pele? 

O câncer de pele são tumores que se originam na pele a partir de células anormais presentes nas camadas da nossa pele (derme e epiderme). A pele é o maior órgão do corpo humano e o câncer de pele é o tumor mais prevalente no mundo, inclusive no Brasil. 

Quais os tipos de câncer de pele? 

Existem, principalmente, 3 tipos de câncer de pele: Carcinoma basocelular (CBC); Carcinoma espinocelular (CEC) e o Melanoma. 

Todos os três são mais frequentes a partir dos 50-60 anos, porém podem surgir em qualquer idade, em especial se existir algum fator genético envolvido. 

Carcinoma basocelular (CBC) 

Esse é o tipo de câncer de pele mais comum que começa nas células basais, que produzem novas células da pele conforme as antigas morrem. 

Normalmente é caracterizado por um nódulo de cera branco ou uma mancha escamosa marrom em áreas que estão expostas ao sol. 

 
Carcinoma espinocelular (CEC) 

Segundo tipo de câncer de pele mais comum que normalmente ocorre devido a presença de células escamosas presentes na camada mais superficial da pele (epiderme).   

Pode acometer diversas partes do corpo, como cabeça, braços, pernas, região genital e entre outras. 

 
Melanoma 

O melanoma é o tipo mais raro de câncer e tem origem nas células produtoras de melanina, substância que determina a cor da pele (melanócitos). Pode surgir em qualquer área do corpo humano. 

Quais os sintomas do câncer de pele? 

Os sintomas mais comuns são: pintas que aumentam de tamanho, coçam ou sangram e pintas que mudam de cor ou têm formato irregular. Além disso, existem alguns tumores que podem ter aspecto de lesões tipo verrugas, nódulos sobrelevados e avermelhados e manchas mais ásperas. Estas lesões devem ser sempre investigadas especialmente se surgiram de repente, demoram mais de 4 semanas para cicatrizar e se apresentam aumento de tamanho ou sangramento. 

Como diagnosticar o câncer de pele? 

O câncer de pele é diagnosticado através de uma biópsia da lesão da pele, ou mesmo a retirada completa da lesão ou da pinta. Após a coleta, a amostra é encaminhada para avalição anatomopatológica, onde é confirmado se é um tumor maligno ou não. 

Qual o tratamento do câncer de pele? 

Felizmente, a maioria dos cânceres de pele são diagnosticados no início e o principal tratamento consiste em cirurgia para retirada de lesão ou pinta. Em alguns casos, especialmente o melanoma, além da cirurgia da própria lesão, pode ser indicado a retirada de alguns gânglios (linfonodos) próximos à lesão. Por exemplo, uma lesão no braço e a retirada de alguns linfonodos da axila. 

Nos casos em que a cirurgia não é possível por diversos motivos, como lesões muito grandes, cirurgias de risco, ou, até mesmo, quando após cirurgia ainda existe tumor residual, pode ser utilizada a radioterapia para auxílio do tratamento. 

Já quando o tumor não é mais localizado e apresenta metástases, existem tratamentos com quimioterapia e imunoterapia, a depender do tipo de câncer de pele. 

Como prevenir o câncer de pele? 

A principal medida de prevenção do câncer de pele é evitar exposição solar, desde a infância. A exposição controlada ao sol é importante para manter a vitamina D dentro de níveis adequados, mas nunca deve ser feita sem o uso de protetor solar, chapéus, bonés e óculos de sol. 

Algumas pessoas têm maior risco de câncer de pele (pele clara, exposição solar sem proteção ao longo da vida, muitas pintas na pele), e, mesmo para aquelas sem fatores de risco, recomenda-se exame dermatológico uma vez ao ano, para que seja feito diagnóstico precoce. Assim, é possível um melhor tratamento e maior chance de cura. 

No agendamento online do Alta Diagnósticos você pode escolher a unidade mais próxima a você para realizar toseus preventivos com tecnologia de ponta e qualidade em todos os procedimentos. 

 

Agende aqui o seu exame!



Sobre o autor

Dra. Karina Sacardo
Oncologista titular da DASA, atua no Hospital Christóvão da Gama em Santo André



 

Categoria
Saúde