Sexagem fetal: É menino ou menina? Tudo sobre o exame que identifica o sexo do bebê

sexagem fetal

A sexagem fetal é um exame capaz de identificar logo nas primeiras semanas de gestação se o bebê é menino ou menina.

No Alta Diagnósticos é possível realizar o exame para saber o sexo do bebê com excelência e segurança.

Entenda mais sobre o exame e tire suas principais dúvidas.

O que é sexagem fetal e para que serve?

A partir da 8ª semana de gestação é possível fazer a sexagem fetal. É um exame não invasivo que permite saber o sexo do bebê antes do ultrassom obstétrico. 

Como é feito o exame de sexagem fetal?

O exame de sexagem fetal é feito através de coleta de sangue, onde é possível visualizar, por meio de biologia molecular, amostras de fragmentos do DNA do feto e assim identificar o sexo do bebê.

O exame identifica a presença ou não do cromossomo Y, que se for identificado significa que os pais terão um menino. Caso só tenha a presença de cromossomos X, o resultado indica a gravidez de uma menina. 

Como é feito o exame de sexagem fetal

Pré-requisitos e semanas de gravidez

É recomendado realizar o exame após a 8ª semana de gestação, sendo a 11ª semana a ideal para obter resultados mais assertivos, uma vez que o número de células fetais presentes no sangue da gestante aumenta à medida que o tempo de gestação avança.

Agende seu exame

Se quiser agendar no RJ clique aqui

Preparo 

Não é necessário nenhum preparo prévio. Recomenda-se que a gestante esteja bem alimentada e hidratada na hora da coleta do exame. 

Contraindicações

O exame não possui contraindicações e pode ser realizado por qualquer gestante.

Tempo de duração

O tempo de duração varia de 5 a 10 minutos para coletar o sangue.

Quanto tempo demora o resultado do exame de sexagem fetal?

O resultado do exame de sexagem fetal geralmente varia de 3 a 10 dias, dependendo da urgência da solicitação. 

Interpretando o resultado do exame

O exame pode apresentar apenas dois resultados. Se houver a presença da região SRY, indicando a presença do cromossomo Y, significa que o bebê é menino. Já se o exame apontar a ausência da região SRY, indicando ausência do cromossomo Y, é uma menina.

Como o exame funciona em uma gravidez de gêmeos?

Em caso de gestação de gêmeos, ainda é possível realizar o exame de sexagem fetal. Se a gestação for gemelar bivitelina, que é quando há a formação de duas placentas, o resultado pode ser parcial, ou seja, não é sempre que dá para saber o sexo de ambos os bebês.

Se o exame mostrar a presença do cromossomo Y, significa que pelo menos um dos bebês é do sexo masculino. Se não mostrar o cromossomo Y, significa que ambos os bebês são do sexo feminino.

Quando a gestação é univitelina, onde os bebês dividem a mesma placenta, o resultado significa que é o mesmo sexo para ambos os fetos.

É seguro o exame de sexagem fetal?

Sim, o exame não apresenta nenhum risco para a mãe ou para o feto.

Quando o exame de sexagem fetal pode dar errado?

A sexagem fetal pode apresentar erros caso a gestante já tenha recebido transfusão de sangue ou transplantado um órgão em algum momento da vida.

Quais as diferenças entre sexagem fetal e outros testes tradicionais?

A sexagem fetal consiste em uma coleta simples de sangue, onde o resultado identifica a presença ou não do cromossomo Y e revela se a gestação é de um bebê do sexo feminino ou do sexo masculino. O exame possui alta especificidade.

Outros métodos como o ultrassom morfológico, método de tubérculo genital fetal e o método intelligender, podem ser utilizados, porém possuem diferenças.

  • O ultrassom morfológico é capaz de identificar o sexo do bebê e é recomendado nos três trimestres de gestação, sendo entre a 11ª e a 14ª semana, entre a 18ª e 22ª semana no segundo trimestre e 33ª a 34ª semana no terceiro trimestre de gravidez.
  • O exame de Tubérculo Genital Fetal consiste em analisar a área genital do feto, através de uma inclinação específica para capturar imagens da região. O ultrassom pode ser feito a partir de 8 semanas de gravidez, mas o ideal é realizá-lo com 11 semanas.
  • Já o intelligender é um teste que identifica o sexo do bebê por meio da urina. A coleta é feita de modo que a gestante saiba em poucos minutos o resultado, se a luz que acende for laranja, significa que é menina. Se a luz for verde, menino.

Qual a margem de erro da sexagem fetal?

A margem de erro é baixíssima e o exame tem praticamente 100% de chance de apresentar o resultado correto se feito a partir da 8ª semana de gestação.

O exame de sexagem fetal identifica problemas genéticos?

Não. A diferença entre o sexo detectado na sexagem fetal e exames de imagem pode apenas sugerir problemas genéticos, como hiperplasia congênita da adrenal, síndrome da feminização testicular e outros problemas raros.

Para um diagnóstico mais preciso existem outros métodos mais sensíveis e confiáveis, como o exame de NIPT e os de genética realizados pela GeneOne.

Agende seu exame

Se quiser agendar no RJ clique aqui

 

Saiba mais: Exame de NIPT

Categoria
Saúde