Entenda quais são os sintomas de fibromialgia e o tratamento da doença

Entenda quais são os sintomas de fibromialgia e o tratamento da doença

 

A fibromialgia é uma síndrome que causa múltiplos pontos de dor por todo o corpo. Associado ao quadro de dor, apresenta manifestações de cansaço, depressão e ansiedade e alterações intestinais. A boa notícia é que a fibromialgia tem tratamento e todos esses sintomas podem ser controlados e a qualidade de vida restabelecida.

O que é fibromialgia?

Fibromialgia é uma doença reumatológica que afeta a musculatura causando dor. Por ser uma síndrome, essa dor está associada a outros sintomas, como fadiga, alterações do sono, distúrbios intestinais, depressão e ansiedade. Acomete 2% da população mundial e é mais frequente em mulheres.

Qual é a causa da fibromialgia?

Como muitas das doenças reumatológicas, a fibromialgia (FM) não tem suas causas e mecanismos totalmente esclarecidos. O que sabemos é que a pessoa que tem FM possui maior sensibilidade à dor e isso tem relação com o centro de dor no sistema nervoso. Desta maneira, nervos, medula e cérebro, fazem que qualquer estímulo doloroso seja mais intenso.

É importante realizar exames de check-ups na periodicidade solicitada pelo médico para avaliar possíveis doenças e riscos. 

Sintomas de fibromialgia

Os sintomas são muito variáveis, em aparecimento e intensidade, entretanto alguns critérios de diagnóstico podem auxiliar na suspeição clínica:

  • Dor por mais de três meses em todo ou qualquer parte do corpo;

  • Presença de pontos dolorosos na musculatura (18 pontos pré-estabelecidos);

  • Alteração do sono e fadiga;

  • Quadro de depressão ou ansiedade;

  • Alterações do hábito intestinal;

  • Alterações cognitivas, como falta de memória ou concentração.

 

Fonte: https://www.sanarmed.com/diagnostico-de-fibromialgia-deixando-de-lado-os-tender-points

Principais pontos de dor

Existe uma escala de pontos de dor que pode ser utilizada na avaliação clínica de pessoas com suspeita de fibromialgia, entretanto a ausência de dor em todos ou parte desses pontos não exclui totalmente a possibilidade do diagnóstico.

  • Cervical;

  • Tórax;

  • Abdome;

  • Dorso;

  • Lombar;

  • Mandíbula D - Mandíbula E;

  • Ombro D - Ombro E;

  • Braço D - Braço E;

  • Antebraço D - Antebraço E;

  • Quadril D - Quadril E;

  • Coxa D - Coxa E;

  • Perna D - Perna E.

Como é a dor da fibromialgia?

A dor na FM pode variar bastante. Pode ser uma dor difusa pelo corpo, mas há casos em que é mais localizada. Geralmente a pessoa tem dificuldade de definir quando e como começou a dor, pois ela começa leve e pode ir aumentando a intensidade com o passar do tempo. A dor é mais intensa no final do dia, mas pode haver dor pela manhã. A dor é mais profunda, muitos referem “nos ossos” ou ao redor das articulações.

As pessoas com FM têm maior sensibilidade ao toque, sendo que muitos não toleram ser abraçados.

Como é feito o diagnóstico da doença?

O diagnóstico da fibromialgia é essencialmente clínico, pela história e exame físico, e após serem excluídas outras causas para a dor e demais sintomas.

Quando procurar um médico?

Todo quadro de dor persistente deve ser avaliado, especialmente quando não se identifica a causa provável da dor, como um trauma, por exemplo.

Agende seu exame

Se quiser agendar no RJ clique aqui

Tratamentos para fibromialgia

O tratamento deve ser multidisciplinar, incluindo medicamentos, atividade física, acompanhamento psicológico e massagens. 

Medicamentos para fibromialgia

  • Antiinflamatórios e analgésicos auxiliam no controle da dor, mas é importante evitar a automedicação. Sempre converse com seu médico de confiança para definir qual o melhor medicamento para o seu caso;

  • Uso de antidepressivos e ansiolíticos pode ser necessário, após a avaliação psiquiátrica e do padrão do sono. 

O benefício desses medicamentos aumenta se estiverem associados ao acompanhamento psicológico. 

Fibromialgia tem cura?

Não, a fibromialgia não tem cura, mas o entendimento atual da doença, os medicamentos e a combinação de terapias, controlam os sintomas e restabelecem a qualidade de vida.

A fibromialgia pode levar a óbito?

Não, a fibromialgia não leva à morte. A doença, se não tratada, compromete muito a qualidade de vida, em virtude da dor, e predispõe a quadros severos de depressão. Portanto, apesar de não levar a óbito diretamente, é uma doença grave que deve ser diagnosticada e tratada precocemente. 

Prognóstico e recomendações

  • O uso de medicamentos, com orientação profissional, é importante para o controle da doença;

  • Evite realizar atividades extenuantes. Prefira praticar atividade física com orientação profissional e supervisão;

  • Reduza o estresse;

  • Pratique boas rotinas de sono com redução de estímulos, como luz, barulho, colchão incômodo e temperatura desagradável;

  • Procure posições confortáveis para sentar e deitar;

  • A atividade física regular auxilia na prevenção das crises de dor;

  • Busque ajuda psicológica e uma rede de suporte.

 

 

Categoria
Saúde